Objetivos

[central] Abordar o tema dos exílios liberal e antiliberal como fenômenos político-sociais resultantes da contrarrevolução europeia, formada em reação às revoluções liberais do Sul da Europa, sendo particular o caso português.

[específicos] Apontar o trânsito de pessoas, ideias e projetos políticos enquanto realidade inserida num contexto transnacional e transatlântico; contribuir, sob o ponto de vista metodológico, para a análise das linguagens e dos conceitos expressados pelos exilados a partir das fontes; aprofundar o estudo sobre os vínculos que unem a história política e social do Brasil à de Portugal após a Independência brasileira de 1822; e trazer novas contribuições para as discussões acerca da formação dos Estados
Nacionais contemporâneos, sobretudo o brasileiro.